Obra de Aurélia de Sousa em investigação na Escola das Artes

Wednesday, February 23, 2022 - 10:39
                           
Obra de Aurélia de Sousa em investigação na Escola das Artes
Obra de Aurélia de Sousa em investigação na Escola das Artes
            
                            
Obra de Aurélia de Sousa em investigação na Escola das Artes
Obra de Aurélia de Sousa em investigação na Escola das Artes
                                   Excertos demonstrativos da paleta e das pinceladas de Aurélia de Sousa

Aurélia de Sousa é a protagonista do projeto da investigadora Maria Aguiar, do Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes (CITAR), da Escola das Artes, que tem como objetivo aprofundar questões materiais e técnicas relacionadas com a utilização de lacas, vernizes intermédios e problemas de conservação associados.
 

Chama-se “Contributos materiais e técnicos sobre a Primeira Pintora Portuguesa: Aurélia de Sousa” e viu a sua candidatura ser aceite pelo European Research Infrastructure for Heritage Science. A aprovação do projeto vai permitir o acesso ao laboratório associado HERCULES (Herança Cultural, Estudos e Salvaguarda), da Universidade de Évora, para aprofundar o estudo e a investigação. 
O projeto foi proposto em parceria com a Divisão Municipal de Museus da Câmara Municipal do Porto, que detém um importante acervo desta pintora e que será alvo do estudo, em conjunto com outras obras de colecionadores privados.
 
Maria Aguiar, investigadora do CITAR e coordenadora do projeto, explica que este surgiu “no âmbito do centenário da morte da pintora Aurélia de Sousa (1866-1922)” e, também, no seguimento do seu trabalho de doutoramento sobre o “Os Materiais e a Técnica de Pintura a óleo na obra de Aurélia de Sousa e a sua relação com a conservação”. 
 
Aurélia de Sousa nasce em Valparaíso, no Chile, a 13 de junho de 1866, mas será em Portugal que se vem afirmar, país de onde era oriunda a sua família, nomeadamente do Porto. Foi nesta cidade que frequentou a Academia de Belas Artes ao lado da sua irmã, Sofia de Souza, que também se tornaria pintora. Aos 55 anos, a pintora morre a 26 de maio de 1922. 

 
Um catálogo raisonné sobre Aurélia de Sousa
 
Uma das iniciativas promovidas no âmbito do centenário da morte da pintora prende-se com a preparação do catálogo raisonné de Aurélia de Sousa, sob a coordenação de Raquel Henriques da Silva, docente e investigadora do Instituto de História da Arte, da Universidade Nova de Lisboa. A Católica é parceira do catálogo, através do projeto da investigadora do CITAR, juntamente com outros parceiros como o Museu Nacional Soares dos Reis, a Universidade do Porto, a Câmara Municipal do Porto e a Câmara Municipal de Matosinhos
 
Este catálogo, que tem o lançamento previsto em formato e-book para o fim do ano de 2022, contará com uma secção sobre a materialidade e a técnica da artista, baseada no estudo prévio do doutoramento de Maria Aguiar e no projeto de investigação em curso. 
Para além da publicação deste catálogo, esperam-se outras publicações e apresentações em congressos, por forma a divulgar os resultados do projeto da Escola das Artes. 
 

Latest News