Coleções e Colecionadores: perspetivas do mercado

20.09.2019 18:00

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

20.09.2019 18:00 Coleções e Colecionadores: perspetivas do mercado Link: https:///pt/node?page=4&msite=10

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

 

Lançamento da 2ª edição da Pós-graduação em Mercados e Coleções de Arte

20 Setembro – 18 horas
Sala de exposições da Escola das Artes
 

Um dos mais notáveis colecionadores portugueses, Armando Cabral, junta-se a Maura Marvão, consultora da Leiloeira Phillips na península ibérica, para discutir o valor em arte. Partindo das perspetivas do mercado da arte português, a conversa distancia-se da noção de valor artístico para refletir sobre as especificidades da obra de arte enquanto bem, as dinâmicas de construção de mercados e os critérios que definem a gestão de coleções de arte. A moderação é do Professor Alberto Castro, da Católica Porto Business School.

Armando Cabral
Engenheiro de formação, é consultor em estratégia empresarial e Senior Partner da McKinsey & Company, sendo parte da equipa de liderança do escritório de África. Autodidata no domínio da arte, o interesse pela história da arte moderna e contemporânea e pelos seus aspetos teóricos remonta a 1994/95, período em que trabalhou em Londres, logo após a formação académica. As primeiras aquisições já com o propósito de colecionar remontam a 2006/7. A coleção, construída em conjunto com a esposa Maria João Santos, é constituída por artistas estrangeiros e nacionais, com uma propensão para os novos media (fotografia, vídeo, instalações) e para obras de inspiração (pós) conceptual. Não estando aberta ao público, a coleção tem vindo a iniciar uma fase de divulgação, através da abertura a visitas de grupos internacionais e o empréstimo de peças para exposições.

Maura Marvão
International specialist, art consultant, é a representante em Portugal e Espanha da leiloeira Phillips. Anteriormente, trabalhou nas Nações Unidas e no New Museum of Contemporary Art em Nova Iorque. Foi presidente da ADIAC, Associação de Difusão Internacional de Arte Contemporânea, é membro do Conselho de Administração da Fundação da Juventude, presidente dos Amigos da Fundação Ricardo Espirito Santo Silva e fundadora e presidente do núcleo português do National Museum for Women in the Arts de Washington.

Alberto Castro
Professor de Economia na Faculdade de Economia e Gestão/Católica Porto Business School da Universidade Católica Portuguesa - Porto, o Professor Alberto Castro é também membro do conselho geral e de supervisão da EDP e presidente do conselho fiscal da Mota-Engil e da Unicer. Tem ainda estado ligado a várias associações empresariais, como a Associação Empresarial de Portugal, a Associação Comercial do Porto e a APICCAPS (associação da indústria do calçado).

Parceria

          .       

Novas pós-graduações em parceria com a Fundação de Serralves

 

Depois do sucesso da pós-graduação em Mercados e Coleções de Arte, a Escola das Artes apresenta duas novas pós-graduações no âmbito da parceria com a Fundação de Serralves para o ano letivo 2019/2020.

Nova Pós-graduação em Curadoria

A pós-graduação em Curadoria pretende estimular e aprofundar os conhecimentos teóricos e profissionais nas áreas da pesquisa e desenvolvimento de projetos de curadoria de arte, bem como preparar futuros curadores, críticos e pesquisadores de arte que desejem trabalhar em museus, galerias, centros e espaços independentes, meios de comunicação e projectos dedicados à arte contemporânea.

Através de uma metodologia project-based, esta nova formação permitirá aos participantes desenvolver projetos curatoriais, estimulando as competências e conhecimentos necessários ao nível de conceção, reflexão, produção e comunicação de uma exposição.

A pós-graduação conta com um conjunto curadores e programadores convidados como Luísa Santos, Teresa Cruz, Nuno Faria, Alexandra Balona, Luiz Camillo Osório, Sabeth Buchmann e João Ribas e será desenvolvida em articulação com os artistas visitantes da EA.

 

Nova Pós-graduação em Estudo e Documentação de Arte Contemporânea

Sendo a única oferta formativa no país, a pós-graduação em Estudos e Documentação da Arte Contemporânea pretende sistematizar e oferecer uma abordagem genérica relativa à diversidade conceptual, técnica e material da arte contemporânea, dotando os alunos, de uma base sólida de conhecimentos e capacidade interpretativa nas vertentes conceptuais, técnicas e materiais, através da análise das diferentes tipologias de criação artística contemporânea, assim como na aplicação de métodos e técnicas de documentação.


2ª edição Pós-graduação em Mercados e Coleções de Arte

A pós-graduação em Mercados e Coleções de Arte tem como foco a arte moderna e contemporânea, dotando os alunos, bem como os profissionais da área, de uma base sólida de conhecimento cruzada com um forte conteúdo sobre a realidade do mercado e seus intervenientes. Esta é a única oferta formativa desta área no Norte do País.

 
Este curso é orientado por docentes da Escola das Artes-UCP em colaboração com artistas, investigadores e conferencistas convidados para o ano de 2019/20. Entre o convidados contam-se os nomes de Alberto Castro, Filipe Duarte, Maria do Carmo Pessanha Moreira, Maura Marvão, Miguel Cabral Moncada e Miguel Rangel. 
 
 
 
PARCERIA
 
  
 
PARCERIA (PÓS-GRADUAÇÃO EM MERCADOS E COLEÇÕES DE ARTE)
 
 
pt
03-09-2019

Campanha de Verão em Conservação e Restauro de Azulejaria de fachada

 
 
Decorreu durante o mês o passado mês de Julho na cidade de Ovar a sexta edição da  já habitual campanha de verão de conservação e restauro de azulejaria de fachada.
 
A campanha foi coordenada pela Dra. Isabel Ferreira, técnica do Atelier de Conservação e Restauro de Azulejaria (ACRA) com coordenação da Profª Eduarda Vieira.
 
Estas campanhas decorrem do protocolo existente entre Escola das Artes e o município de Ovar e constituem já um campo de trabalho prático anual para os alunos da licenciatura de Arte, Conservação e Restauro.


pt
05-08-2019

Artistas Visitantes 2020/2021 na Escola das Artes

 
 
Todos os anos a Escola das Artes convida um conjunto de artistas a desenvolver projetos e a trabalhar com os alunos dos vários cursos. Neste momento, estão já confirmados alguns dos artistas que irão passar pela EA durante o ano letivo de 2020-21: Ben Russell, Filipa César, Igor Jesus, Matias Piñeiro e Pedro Tudela, Sandro Aguilar. Conhece-os aqui. 
 
Ben Russell (Massachusetts, 1976) é um artista, curador e cineasta cujo trabalho está na interseção entre etnografia e psicadelismo. 
Os seus filmes e instalações surgem de um diálogo permanente com a história e semiótica da imagem documental, num reexame dos códigos e do potencial imersivo e mimético do aparato cinematográfico, que enquadra uma pesquisa de largo espectro temporal e geográfico em torno da prática ritual e dos estados alterados da consciência, e que evoca os trabalhos de autores como Jean Rouch, Maya Deren ou Michael Snow.
Russell recebeu uma Guggenheim Fellowship em 2008 e um Prémio Internacional de Críticos da FIPRESCI pela sua primeira longa-metragem Let Each One Go Where He May, tendo também mostrado o seu trabalho na documenta 14.
 
Filipa César (Porto, 1975) é uma artista e realizadora residente em Berlim, interessada nos aspectos ficcionais do documentário, nos limites confusos entre o cinema e sua recepção e nas políticas e poéticas inerentes à imagem em movimento. O seu trabalho inclui instalações artísticas que têm sido exibidas um pouco por todo o mundo, como "F for Fake", "Rapport", "Le Passeur", "The Four Chambered Heart" ou "Menogram". A sua filmografia inclui filmes como “Mined Soil”, “Spell Reel” ou “Sunstone”. Desde 2011, Filipa César tem investigado as origens do cinema militante na Guiné-Bissau e seu imaginário, como parte do projeto coletivo Luta ca caba inda (a luta ainda não acabou).
 
Igor Jesus (1989) vive e trabalha em Lisboa. É licenciado em Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. A sua prática é diversa, partindo da sua formação escultórica para um percurso onde faz uso indistinto da pintura, vídeo, fotografia, escultura ou instalação. 
Recentemente, realizou as exposições individuais Chessari na Solar Galeria de Arte Cinemática; A última carta ao Pai Natal na Galeria Filomena Soares e Debaixo do Sol na Appleton Square, Lisboa.  Participou em diversas exposições colectivas em 2016 nomeadamente: Karin Sander, Igor Jesus and Igor Bosnjak, Artist’ Film International, Whitechapel Gallery, Londres, UK; Artist’ Film International, MAAT – Museu Arte, Arquitectura, Tecnologia, Lisboa; Abaixo as Fronteiras! Vivam o Design e as Artes!, MUDE, Sala do Risco/Pátio da Galé, Lisboa; Topología del Aura, Galería Bacelos, Madrid, Espanha. 
 
Matías Piñeiro (Buenos Aires, 1982) é um dos nomes mais importantes da nova geração de realizadores sul-americanos. Piñeiro tem afirmado uma voz distinta, com filmes inventivos que se baseiam livremente em textos dramáticos clássicos para explorar o poder do desejo e da linguagem e a brutalidade da solidão, em narrativas fragmentadas que sondam o potencial do cinema para contar histórias complexas e com personagens múltiplos.
 
Pedro Tudela (Viseu, 1962). Com um percurso consolidado de mais de três décadas de trabalho, Pedro Tudela é um artista que mantém uma atividade que cruza disciplinas como a pintura, o desenho, a escultura, a instalação e a fotografia. A sua intervenção na esfera sonora não só o sinaliza como um pioneiro no modo como a trata como elemento não exclusivamente ilustrativo ou adjacente à sua prática escultórica ou de instalação, mas como uma entidade que pode ganhar espessura própria e determinar condições de materialização site-specific.
 
Sandro Aguilar (1974) iniciou uma carreira de cineasta, montador e produtor, depois de concluir o curso de cinema na Escola Superior de Teatro e Cinema, em 1997. Fundou, em 1998, a produtora O Som e a Fúria, que se tornaria, nas décadas seguintes, numa das mais importantes casas de produção portuguesas.
Como realizador, Aguilar é autor de cerca de duas dezenas de curtas-metragens, tendo todas elas circulado pelos principais festivais de cinema, e duas longas, uma das quais, Mariphasa, teve estreia no Festival de Berlim, em 2018. A sua obra já foi alvo de retrospectivas no BAFICI e no Festival de Roterdão.
 

Apoios:

 



Convidados 2019/20 »»

Convidados 2018/19 »»

pt
01-08-2019

Campanha de Verão em Conservação e Restauro de Documentos Gráficos

 
 
No âmbito da Licenciatura em Arte, Conservação e Restauro, decorreu durante o mês de Julho, nas Oficinas do Centro de Conservação e Restauro da EA-UCP uma Campanha de Verão em Conservação e Restauro de Documentos Gráficos sob orientação da Professora Adriana Ferreira.
 
 
 
pt
01-08-2019

Professora da EA participa no Encontro Internacional “Goya: la formazione di un genio e la sua técnica”

 

A professora e investigadora da Escola das Artes, Maria Aguiar, foi convidada a participar no Encontro Internacional “Goya: la formazione di un genio e la sua técnica” com um estudo efetuado no Centro de Conservação e Restauro, intitulado: Il Colosso: un originale o un imbróglio?. O Encontro decorreu no Palazzo Bourbon Museo Bourbon Del Monte (Perugia), entre os dias 13 e 14 de Julho, e foi organizado pela SACI (Studio Arts College International) de Florença.

No evento participaram investigadores de universidades como a de Perúgia, Génova e a Complutense de Madrid, e do Hermitage de São Petersburgo.

pt
26-07-2019

Obras da Coleção de Serralves restauradas por alunos de Conservação e Restauro

 
 
Um conjunto de obras da Coleção de Serralves foram restauradas no âmbito das aulas de Conservação de Arte Contemporânea, do 3º ano da licenciatura em Arte – Conservação e Restauro da Escola das Artes. Durante os últimos meses os alunos da licenciatura trabalharam no processo de restauro destas obras com o intuito de garantirem a sua apresentação na  exposição que celebra 30 anos da Fundação e Coleção de Serralves, “Viagem ao Princípio - Ida e Volta”.
 
A exposição inaugurou no dia 10 de julho no Museu, Casa e Parque de Serralves e contou com duas extensões inauguradas no dia 17 de julho – no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, em Matosinhos, e nos Paços do Concelho da Câmara Municipal do Porto.
 
Entre as obras restauradas conta-se a pintura escultórica “Atoms Inside Eggs” de Katharina Grosse que está em exposição no Terminal de Cruzeiros. Trata-se de uma obra composta por 39 elementos, através dos quais Katharina Grosse questiona o suporte da pintura. Nas aulas foram restaurados 3 dos elementos, para além de 4 obras bidimensionais da autoria de E. M. de Melo e Castro e do Grupo Puzzle.
 
Esta ação decorre da parceria entre a Fundação de Serralves e a Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, no Porto.
 
Fotografias da Inauguração
 
 
© Fundação de Serralves
pt
19-07-2019

2019-20: Sessão de Acolhimento a Novos Alunos e suas Famílias

05.09.2019 19:30
Edifício das Artes / Arts Building

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

05.09.2019 19:30 2019-20: Sessão de Acolhimento a Novos Alunos e suas Famílias Link: https:///pt/node?page=4&msite=10

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

No início de cada ano académico da Universidade Católica Portuguesa, no Porto, é já tradição o momento de Acolhimento aos novos alunos e suas famílias. Este ano, o programa integra, ao longo do dia, as diferentes dinâmicas de cada unidade académica da Católica no Porto, terminando com um momento comum a todos: a Sessão de Acolhimento!

Será no dia 5 de setembro, pelas 19h30, no Auditório Ilídio Pinho da Católica no Porto, seguido de um Porto de Honra no campus.

Confirme a sua presença aqui. Se tiver alguma dúvida, não hesite em enviar para eventos@porto.ucp.pt.

______________________

Infra poderá consultar a agenda dos Programas de Acolhimento de cada Unidade Académica:

Pages