Ricardo Jacinto · Medusa — Solo para Violoncelo, Eletrónica e Objetos Ressonantes (Performance)

29.04.2021 18:30

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

29.04.2021 18:30 Ricardo Jacinto · Medusa — Solo para Violoncelo, Eletrónica e Objetos Ressonantes (Performance) Link: https:///pt/central-eventos/ricardo-jacinto-medusa-solo-para-violoncelo-eletronica-e-objetos-ressonantes

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

 

SEE ENGLISH BELOW

Aulas abertas 2021 · Arte / Pensamento / Som
Ricardo Jacinto · Medusa — Solo para Violoncelo, Eletrónica e Objetos Ressonantes
29 ABR · 18H30 · Performance

Moderador · José Alberto Gomes
 
Esta sessão será em Português.
 

Servindo-se de um sistema de amplificação sonora distribuído por diferentes pontos do violoncelo, Ricardo Jacinto explora possibilidade de fragmentação e dispersão sónica dos seus gestos no corpo do instrumento. No decorrer das improvisações, a “explosão” do violoncelo é articulada com a auscultação do espaço acústico e da paisagem sonora circundantes. — www.osso.pt/projectos/medusa.

 

A sessão será transmitida no dia 29 de abril às 18h30 nesta página.
 
The session will be broadcasted live in this page on April 29th at 6:30 pm.

BIO

Músico, artista plástico e arquitecto com pesquisa artística e académica focada na relação entre som e território em práticas transdisciplinares. É membro fundador e co-director artístico do colectivo OSSO e é doutorado pelo Sonic Arts Research Center, Queens University Belfast. Desde 1998 tem apresentado seu trabalho em exposições individuais e colectivas, concertos e performances em Portugal e Europa, e tem colaborado extensivamente com outros artistas, músicos, arquitetos e performers. A sua música foi editada pela Clean Feed, Shhpuma Records e Creative Sources. É representado pela Galeria Bruno Múrias e as suas instalações estão presentes em várias coleções nacionais: Fundação de Serralves, Caixa Geral de Depósitos, Fundação Leal Rios or Fundação António Cachola. Foi co-representante de Portugal na 10a Bienal de Veneza de Arquitectura 2006 e o seu trabalho foi apresentado em diferentes locais como a Culturgest (Lisboa e Porto), Fundação de Serralves, Fundação Calouste Gulbenkian, Palais de Tokyo, Mudam_Luxembourg, Teatro Maria Matos, Museo Vostell, Casa da Música, CCB, Manifesta 08_European Bienal of Contemporary Art, Frac Loraine_Metz ou OK CENTRE_ Linz, entre outras.

website / bandcamp



Open programme 2021 · Art / Thought / Sound
Ricardo Jacinto · Medusa – Solo for Cello, Electronics and Resonant Objects
29 APR · 18H30 · Performance
 
Moderator · José Alberto Gomes
 
Making use of a sound amplification system distributed by different poils of the cello, Ricardo Jacint explores the possibility of fragmentation and sonic dispersion of his gestures in the body of the instrument. Throught the improvisations, the "explosion" of the cello is articulated with the listening of the acoustic space and the surrounding soundscape.

BIO

Musician, visual artist and architect with artistic and academic research focused in the relation between sound and territory in transdisciplinary practices. Hes a founding member and artistic co-director of the collective OSSO and he holds a PhD by the Sonic Arts Research Center, Queens University Belfast. Since 1998 he has presented his work in individual and collective exhibitions, concerts and performances in Portugal and Europe, and he has collaborated extensively with other artists, musicians, architects and performers. His music was released by Clean Feed, Shhpuma Records e Creative Sources. He is represent by Galeria Bruno Múrias and his installations are present in several portuguese collections: Fundação de Serralves, Caixa Geral de Depósitos, Fundação Leal Rios or Fundação António Cachola. He was one of the representatives of Portugal in the 10th Venice Architecture Biennale (2006) and his work has been presented in venues such as Culturgest (Lisboa and Porto), Fundação de Serralves, Fundação Calouste Gulbenkian, Palais de Tokyo, Mudam_Luxembourg, Teatro Maria Matos, Museo Vostell, Casa da Música, CCB, Manifesta 08_European Bienal of Contemporary Art, Frac Loraine_Metz or OK CENTRE_ Linz, among others.