Gestão de Indústrias Criativas

Mestrado

O sector cultural e criativo caracteriza-se por ter na criatividade e no capital intelectual os seus principais valores. A sua natureza multidisciplinar, interdisciplinar e transdisciplinar requer processos de colaboração e cooperação que juntem capacidades criativas e competências de gestão. Tem assim, por desígnio, novos conceitos, produtos, conteúdos, bem como a sua efetivação em novos e diferentes modelos de negócios melhor adaptados ao mundo contemporâneo.

Abrange uma grande variedade de atividades, Arquitetura, Artes e Antiquários, Artesanato, Design, Design de Moda, Cinema e Vídeo, Publicidade, Software Interativo de Entretenimento, Música, Artes Performativas, Edição, Software e Serviços de Informática, Televisão e Rádio – ou seja, indústrias que intersectam a criatividade, a arte, o negócio e a tecnologia. É desta combinação que resulta a emergência de um sector que tendo por base produtos culturais, ideias, conceitos, talento e inovação, aponta para novos caminhos para quem deseja descobrir como criar novos espaços profissionais numa sociedade em que a habilidade de criar e executar é extremamente valorizada.

O Mestrado, iniciativa conjunta com a Católica Porto Business School tem como objetivo principal qualificar profissionais com base no estudo interdisciplinar de técnicas, processos e métodos para responder à procura do setor produtivo do sector cultural e criativo.

a. Características

A formação conta com um plano curricular polivalente, que aborda disciplinas como “Gestão Empresarial e Estratégia nas Indústrias Criativas”, “Arte, Cultura e Indústrias Criativas”, “Legislação nos Setores Cultural e Criativo”, “Criatividade”, “Marketing, Marca e Negócio”, “Tecnologias nas Práticas Criativas” ou “Gestão de Projeto e Plano de Negócios”.

O 1.º ano curricular promove competências e conhecimentos nos domínios da:

  • criatividade, gestão empresarial e estratégia, legislação nos setores culturais e criativos,
  • gestão, plano de negócios e financiamento, internacionalização, marketing e marca, tecnologias, avaliação e impacto de projetos.

O 2.º ano permite a escolha entre a:

  • via do empreendedorismo criativo (Projeto Final)
  • via de investigação (Dissertação)
  • via profissionalizante (Estágio).

b. Principais objetivos

  • Formar especialistas na aplicação de conhecimentos a nível da gestão financeira, legal e operacional do sector criativo.
     
  • Aumentar a eficiência, eficácia e impacto económico e sociocultural dos projetos culturais e criativos.
     
  • Fomentar a criação de massa crítica que reflita o sector das indústrias criativas.
     
  • Dar a conhecer as principais práticas culturais nacionais e as formas como estas influenciam o desenvolvimento das indústrias criativas.

No final, o discente estará apto a refletir sobre este campo de atuação, nomeadamente investigar e analisar de forma critica sobre processos relativos à idealização, criação, desenvolvimento e operação do sector cultural e criativo, fortalecendo a capacidade para visualizar novas oportunidades de negócios e encontrar soluções para problemas reais do sector.

c. Saídas profissionais

O mestre em Gestão de Indústrias Criativa está apto a:

  • desenvolvimento de atividades técnico-científicas nas áreas de conhecimento relacionadas com a identificação de oportunidades de negócios no Sector Cultural e Criativo.
  • como investigador no processo de conceção, desenvolvimento e análise de atividades com foco no sector Cultural e Criativo.
  • na análise do contexto e de cenários prospetivos do ambiente organizacional, relacionados com o desenvolvimento das atividades do Sector Cultural e Criativo.
  • na operacionalização de processos do Sector Cultural e Criativo em relação à gestão dos processos e das rotinas organizacionais.
  • na elaboração de projetos de captação de recursos para o financiamento das atividades do Sector Cultural e Criativo.
  • na criação, gestão e execução projetos sustentáveis dentro das lógicas económico/culturais que caracterizam o Sector.
  • na promoção de encontros e das reflexões críticas sobre o papel, as características e os movimentos do Sector no contexto da sociedade atual em mudança.
  • na articulação projetos em diálogo com o poder público e demais organizações relativos ao sector.

d. Queres conhecer a Escola?

Margarida Dinis
mdinis@ucp.pt
226 196 275

e. Bolsas e Apoio Social

Adequadas à situação de cada candidato que pode solicitar o estudo do seu caso e avaliar as possibilidades de apoio de que dispõe. 

Contactos

Contactos Cursos

Serviços Académicos
sa.porto@ucp.pt


Student Care
Margarida Dinis
mdinis@ucp.pt
22 619 62 75



Apoio a candidaturas
candidaturas.porto@ucp.pt
939 450 000

Agenda

Nov

04
  • Mestrado em Cinema
  • Mestrado em Conservação e Restauro de Bens Culturais
  • Mestrado em Fotografia
  • Mestrado em Gestão de Indústrias Criativas
  • Mestrado em Som e Imagem
17
  • Arte, Conservação e Restauro
  • CCD
  • CCR
  • CITAR
  • Conferências
  • Fotografia
  • Homepage
  • Mestrado em Gestão de Indústrias Criativas
  • New Media Art
  • Sound Art & Design