FAQ

O que é a Escola das Artes?

Integrada dentro da Universidade Católica Portuguesa, a Escola de Artes está sediada no Porto e oferece diferentes graus em educação artística. As suas duas áreas principais são: (1) cinema e new media art; (2) conservação e restauro. A EA nasceu no final dos anos 90 (1997) com a finalidade de promover um ensino artístico na área do audiovisual e dos novos média. Desde então, tem-se afirmado como uma das principais escolas artísticas do universo universitário português, posicionando-se na vanguarda da utilização das tecnologias digitais.

O que distingue o ensino na Escola das Artes?

Focamo-nos no desenvolvimento de uma identidade artística por via da conjugação de uma educação humanista com a mestria técnica, promovendo o surgimento de novos realizadores, artistas, curadores, conservadores e profissionais que possam pensar o mundo em redor.
 
Oferecemos também um programa cultural intenso de exposições, sessões de cinema, performances, conversas e aulas abertas dirigidas à comunidade, promovendo o contacto dos alunos com uma realidade artística contemporanea vasta.
 
A Escola combina assim um corpo docente e científico altamente qualificado, com a presença permanente de artistas e especialistas nacionais e estrangeiros (em residência, tutores, etc) e de uma comunidade Alumni sempre presente na vida da EA.
 
Podes contar também com equipamentos de excelência em instalações planeadas de raíz para o ensino artístico e um acompanhamento personalizado dos teus projetos.
 
A EA promove ainda um programa anual de Residencias Artísticas, financiadas por instituições de relevo (Fundação Calouste Gulbenkian ou Câmara Municipal do Porto). Estas residências baseiam-se num compromisso profundo dos artistas com a comunidade, envolvendo os estudantes na discussão, desenvolvimento e apresentação do seu trabalho.

Nos últimos anos recebemos artistas como Salomé Lamas, Nuno da Luz, Jonathan Uliel Saldanha, Julião Sarmento, Diogo Evangelista, Ana Vaz, Apichatpong Weerasethakul, Yohei Yamakado, Vasco Araújo ou Lucrecia Martel

 

Todas as atividades da Escola das Artes são desenvolvidas em coordenação com os seus três centros de investigação:

  • CITAR - Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes
  • CCD – Centro de Criatividade Digital
  • CCR - Centro de Conservação e Restauro

 

Contamos também com uma importante Rede de Parceiros:

Como posso confirmar se a Escola das Artes é uma escolha certa para mim antes de me candidatar?

Acompanhar as iniciativas da Escola nas Redes Sociais:

 

Colocar questões através do WhatsApp 

Conversar com o coordenador dos diferentes cursos Marcações: artes@porto.ucp.pt

Visitar as instalações da Escola das Artes, sozinho ou com amigos e familiares Marcações: artes@porto.ucp.pt

 

Estudar na Escola das Artes é uma mais-valia para entrar no mercado de trabalho?

A procura constante pelo acompanhamento do desenvolvimento artístico e tecnológico, a exigência e a atenção à evolução das características e competências exigidas pelo mercado de trabalho, contribuem para elevadas taxas de empregabilidade dos estudantes da Escola das Artes.

Estes encontram um acompanhamento contínuo e cuidado, efetuado pelos coordenadores, docentes e diversos colaboradores da Escola das Artes, assim como pelo Departamento de Estudantes e Empregabilidade

Serviço de proximidade com iniciativas que promovem a interação dos alunos, o apoio psicológico e orientação vocacional, o diálogo entre estudantes e empresas (feiras de emprego, oficinas de empregabilidade, eventos com empresas no campus, estágios de verão, entre outras), e a aproximação entre mercado de trabalho e a Escola das Artes. 
 

 

Como irão decorrer as aulas do próximo ano, face ao COVID19?
 
No próximo ano letivo, as aulas da Escola das Artes irão decorrer em regime combinado (blended): presencial e online.
 
Para além da manutenção de todas as medidas necessárias, determinadas pela DGS, para garantir a segurança e a saúde de todos (uso de máscara, preparação de todos os espaços em  consonância com o distanciamento recomendado; reforço da higienizarão e desinfecção dos espaços, gel desinfectante sinaletica), os horários de aulas serão desfasados, as turmas serão reduzidas a grupos ainda mais pequenos e irá ser maximizada a utilização dos espaços.
 
A proteção da saúde e a segurança de toda a comunidade académica (estudantes, docentes e colaboradores) é de primordial importância para a Universidade Católica, assumindo também um papel fundamental para que este surto não progrida na comunidade.
 
 

 

Não sou do Porto e tenho receio de ir estudar para longe de casa...

A Escola das Artes preocupa-se com a integração dos seus alunos, promovendo a atenção ao seu bem-estar, acompanhando o seu percurso através do apoio de coordenadores, docentes, funcionários e alunos (Associação de Estudantes da EA), assim como do Departamento de Estudantes e Empregabilidade.

O nosso campus integra um amplo conjunto de equipamentos de integração académica e apoio ao ensino (cantina, bares, biblioteca, espaços de estudo, reprografia, serviços académicos) que vão facilitar a tua experiência na Escola da Artes.

Para os estudantes com maiores carências sociais, o Departamento de Estudantes e Empregabilidade disponibiliza Apoios Sociais e análise casuística de situações de alunos com dificuldades financeiras

Todos os anos é organizado um Programa de Acolhimento dedicado a todos os novos alunos de licenciatura e suas famílias com diversas atividades, para que fiquem a conhecer pessoas e recursos que existem para acompanhar o seu percurso universitário.

A Universidade Católica Portuguesa no Porto não dispõe de Residências para estudantes. No entanto, disponibiliza todas as informações sobre soluções de alojamento privado, residências e outras ofertas de alojamento

Ainda neste âmbito sugerimos que consulte www.studentathome.net, parceiro da Católica Porto para questões de alojamento.

A minha família pode ir à Escola das Artes?

Sim. Consideramos muito importante o acompanhamento da família no teu processo de decisão, integração e formação.

Podes marcar uma visita às instalações da Escola com os teus encarregados de educação e/ou outros familiares. Marcações: artes@porto.ucp.pt

Os coordenadores das diferentes licenciaturas estão disponiveis para esclarecer todas as questões e dúvidas.  Marcações: artes@porto.ucp.pt

A tua família também é convidada para o Programa de Acolhimento realizado no inicio do ano letivo, assim como para as festas de final de ano, onde podem conhecer os trabalhos desenvolvidos por todos os alunos.

Traz a tua família a visitar as exposições da EA, a assistir às nossas Aulas Abertas. A própria oferta formativa da Escola das Artes está pensada para que os teus pais e até os teus avós possam regressar à Universidade através de Cursos Livres e de Formação Contínua
 

Posso fazer o Programa Erasmus se frequentar a Escola das Artes?

Sim. A Escola das Artes tem parcerias com numerosas universidades estrangeiras. Podes consultar a lista aqui: http://www.mri.porto.ucp.pt/sites/default/files/files/IO/Lista-de-parcerias-EArtes-20-21.pdf

O Departamento de Relações Internacionais da UCP está à tua disposição Para te ajudar e decidir a tua mobilidade internacional.

 

Porquê a Universidade Católica Portuguesa?

A Universidade Católica Portuguesa, fundada em 1967, é uma universidade de matriz humanista focada na produção de investigação transformadora e na formação de cidadãos e profissionais educados e competentes, capazes de antecipar e liderar as transformações do futuro.

Nos últimos 50 anos, a Católica tem trabalhado no sentido de promover investigação relevante e de valor em diferentes domínios e disciplinas, estabelecendo-se na vanguarda do progresso científico e tecnológico e procurando construir uma comunidade académica com base nos princípios da verdade e do respeito pela dignidade e diversidade humana. Através das suas atividades de Investigação e formação superior, a UCP produz conhecimento e profissionais qualificados que são capazes de interagir e responder aos desafios multifacetados do nosso mundo global.

A Universidade Católica Portuguesa destaca-se em várias áreas e indicadores nos principais rankings internacionais.

97,3% taxa de empregabilidade de Licenciaturas e Mestrados Integrados da UCP

A Católica em números

A Católica é a melhor Universidade em Portugal para o Times Higher Education Ranking
 

Porquê o Porto?

O Porto é a segunda maior cidade portuguesa e uma das maiores áreas urbanas da Península Ibérica. Conta com uma cena artística vibrante onde, entre museus e instituições, prospera um circuito alternativo de galerias, coletivos e espaços independentes geridos por artistas, que mantêm o Porto no centro do diálogo das várias práticas artísticas contemporâneas e dos grandes debates à escala mundial.

 
COMO ACEDER?
  • Realizar pré-requisito de aptidão vocacional
  • Ser titular de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente
  • Ter realizado pelo menos uma das provas de ingresso indicadas, nas áreas de: Desenho | Filosofia | História | História da Cultura e das Artes | Português | Matemática A
 
O que vou aprender na nova licenciatura em Cinema?
Adquirir conhecimentos técnicos e artísticos do processo de pré-produção, produção e pós-produção de uma obra audiovisual.
Desenvolver competências técnicas e artísticas nas áreas de realização, produção, direção de fotografia, argumento, direção de som, direção de arte e pós-produção.
Desenvolver conhecimentos e competências estéticas para a criação de uma obra audiovisual.
Adquirir e desenvolver conhecimentos sobre o mercado cinematográfico e artístico, e a sua distribuição e marketing.
Compreender criticamente a história da arte e do cinema como forma de sustentar uma cultura visual informada.
Desenvolver capacidades para a crítica e análise de obras cinematográficas.
Adquirir um conhecimento informado sobre os diferentes géneros, estilos e cinematografias e a sua interligação com a prática.
Desenvolver um pensamento estruturado sobre as grandes questões da história e do pensamento humano, que se possam refletir numa criação audiovisual.
 
 
Porquê estudar Cinema na Escola das Artes?
A nova Licenciatura em Cinema da Escola das Artes oferece uma formação diferenciadora na área da produção cinematográfica. 
Tem como principal objetivo formar perfis artísticos e profissionais criativos e com cultura de pensamento crítico, preparados para uma carreira relevante no campo do cinema e das artes. 
As diferentes etapas e funções (pré-produção, escrita de argumento, direção de fotografia, direção de arte, direção de atores, produção, pós-produção de som e de imagem, e, claro, realização) são abordadas sob prismas artísticos, técnicos e tecnológicos. 
 
O corpo docente é constituído por professores das áreas teóricas e práticas, mas também por profissionais, artistas e realizadores de renome no panorama nacional e internacional da produção fílmica, que orientam unidades curriculares específicas.
 
O curso funciona em instalações planeadas de raiz com acesso aos alunos 24h/dia.
• Estúdios individuais de edição vídeo
• Estúdios de Captura e Mistura Som Stereo e Surround 
• Laboratório de Motion Capture 
• Laboratório de Fabricação Digital (impressoras 3D, CNC, electrónica)
• Estúdio de Cinema/TV com Chroma-Keying, entre muitos outros
• Grande auditório de Cinema (400px) equipado com Som Surround e Sistema de Projeção Digital 2K
 
Afiliações com a FECA - Federação de Escolas de Cinema e Audiovisual e a 
ELIA -  European League of Institutes of the Arts
 
Outros motivos diferenciadores:
Além do corpo docente altamente qualificado, no desenvolvimento dos seus projetos artísticos os alunos contam com o mentoring de um painel de convidados externos composto por artistas, cineastas e profissionais da indústria audiovisual.
A Escola das Artes promove os trabalhos dos estudantes em festivais internacionais e nos media nacionais. Em 2019 a Escola das Artes foi distinguida nos festivais Doclisboa e Caminhos do Cinema Português, além de ter estado presente no FIDMarseille, um dos mais prestigiados festivais de cinema dedicados ao documentário, e na Competição Take One do Curtas de Vila do Conde. 
 
A EA tem um programa cultural intenso de exposições, sessões de cinema, performances, conversas e aulas abertas. Promove ainda um programa anual para artistas residentes nacionais e internacionais, financiado por instituições de relevo (p.e. Fundação Calouste Gulbenkian ou InResidencePorto da Câmara Municipal do Porto). Estas residências baseiam-se num compromisso profundo de artistas com a comunidade, permitindo aos estudantes da EA o envolvimento nesses projetos e assim enriquecerem ainda mais o seu portfólio. 
 
Quais os realizadores com que vou contactar na nova licenciatura em Cinema?
 
João Salaviza, Rui Poças, João Braz, Salomé Lamas, Diogo Costa Amarante, Gabriel Abrantes, João Canijo, Luís Urbano, Paulo Américo e Mariana Ricardo.
 
Quais as perspectivas de carreira e áreas de emprego?
  • produção de cinema, numa ou mais das suas vertentes: 
  • realização
  • produção
  • direção de fotografia
  • direção de som
  • pós-produção (imagem / som)
  • escrita de argumento
  • produção artística com forte ênfase em trabalhos de imagem em movimento;
  • produção audiovisual freelance, nas suas diversas componentes: 
  • captação de imagem / direção de fotografia
  • pós-produção de imagem / som
  • produção
 
Cinema ou Som e Imagem?
 
A Licenciatura em Cinema propõe num modelo de ensino inovador, centrando-se, desde o primeiro ano, no desenvolvimento de projeto, permitindo a aquisição das diferentes competências artísticas e técnicas do cinema: documentário, ficção, ensaios audiovisuais, entre outros.
 
O curso de Som e Imagem está organizado a partir de um tronco comum, com disciplinas obrigatórias de Aúdio, Vídeo e Multimédia, que todos os estudantes percorrem desde o primeiro ano.
Isto permite aos alunos contactarem com estas diferentes realidades, explorando diferentes ferramentas e descobrindo interesses.
A partir do segundo ano, a escolha de um variado conjunto de disciplinas opcionais permitem a especialização nas áreas para as quais cada aluno se sente mais vocacionado. 
A formação culmina num Projeto Artístico, no ano final, que pode ser em Cinema, Som e Música, New Media Art ou Animação. 
 
 
Preciso de fazer algum investimento pessoal em equipamento?
Não. A Escola das Artes disponibiliza todo o equipamento necessário para os alunos desenvolverem os seus projetos, através de  um sistema de requisição online que permite aos alunos a consulta, em tempo real, da lista de equipamento disponível, do estado das suas requisições e reservas.
 

 

COMO ACEDER?

  • Ser titular de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente
  • Ter realizado pelo menos uma das provas de ingresso indicadas, nas áreas de: História da Cultura e das Artes | História | Português

O que faz um conservador-restaurador?

  • O papel fundamental do conservador-restaurador é a preservação do património cultural para o benefício das presentes e futuras gerações.
  • Examina e analisa o património, realiza planos estratégicos, estabelece diagnosticos, define metodologias de intervenção e executa os tratamentos mais adequados à conservação e restauro do património.
  • Integra equipas em instituições culturais públicas ou privadas, como museus, galerias, arquivos, bibliotecas, fundações, monumentos, etc., que disponham de oficinas, laboratórios de conservação e restauro ou que desenvolvam programas de conservação preventiva.
  • Integra equipas de empresas privadas de conservação e restauro. (por conta prórpia ou de outrém)
  • Participa em equipas multidisciplinares na reabilitação do património edificado e integrado e nas intervenções de preservação da arte e do património antigo e contemporâneo.
  • Coordena projetos de conservação e restauro
  • Providencia aconselhamento e assistência técnica para a preservação do património cultural
  • Elabora relatórios técnicos sobre o património cultural (excluindo qualquer juízo do seu valor de mercado) e divulga a informação adquirida com o tratamento, exames ou pesquisas
  • Desenvolve investigação aplicada no aprofundamento do conhecimento das obras de arte e na procura de soluções inovadoras para a preservação do património

 

Conservação e/ou restauro?

  • Conservação consiste principalmente na acção directa no património cultural, com o objectivo de estabilizar e abrandar a deterioração permitindo preservá-lo para o futuro.
  • O restauro consiste na acção directa no património cultural danificado ou deteriorado com o objectivo de facilitar a sua percepção, apreciação e compreensão, respeitando, na medida do possível, a sua estética, história e propriedades físicas.
  • Ainda podemos falar em conservação preventiva, que consiste na acção indirecta para retardar a deterioração e prevenir danos, criando as condições ideais para a preservação do património cultural, e tanto quanto é compatível com o seu uso social. Conservação preventiva engloba também a correcta manutenção, transporte, uso, armazenamento e exposição. Também pode envolver questões de produção de fac-símiles, de forma a preservar o original.

O que se espera de quem ingressa neste curso?

  • Interesse pelo património artístico e cultural antigo e contemporâneo
  • Interesse por uma formação diversificada teórico-prática
  • Espírito curioso e aberto à investigação e gosto pela resolução de problemas
  • Vontade de trabalhar em equipa com profissionais da mesma área e de outras áreas do conhecimento
  • Gosto pelo trabalho em diferentes contextos: oficinas, trabalho in situ, laboratórios
  • Destreza manual, acuidade visual e coordenação motora

 

Porquê estudar Conservação e Restauro na Escola das Artes:

O curso alia os conhecimentos teóricos com uma forte componente prática, enquadrada por uma visão multidisciplinar que cruza saberes das artes e das ciências exatas.
Durante a licenciatura, através de uma grande diversidade de disciplinas práticas e teóricas, o aluno compreende as técnicas artísticas, a composição e o comportamento de materiais, conhece a sua degradação e executa os tratamentos mais adequados à sua conservação.

A formação de três anos de base generalista, permite o contacto com uma grande diversidade de materiais (pétreos, cerâmicos, metais e vidros, madeiras, têxteis, telas, papel, pele), tipologias (pintura, escultura, talha, mobiliário, arte contemporânea, etc), e disciplinas (história da arte, colecionismo e mercados de arte, física e química, exame e registo de obras de artes, inventário, etc).

  • Intervenção em obras reais, em oficina e supervisionadas pelos professores
  • Aprendizagem complementada com aulas de exame e diagnóstico em laboratório e aulas teóricas de contextualização e enquadramento histórico e teórico
  • Participação em campanhas de Verão
  • Corpo docente multidisciplinar e altamente qualificado
  • Instalações construídas de raíz dotadas de espaços e equipamentos totalmente adequados ao desenvolvimento da formação nas diferentes áreas
  • Envolvimento dos alunos nos projetos nacionais e internacionais, desenvolvidos na Escola das Artes
  • Promoção do trabalho dos alunos no exterior
  • Programa intenso de actividades extra-curriculares: exposições, sessões de cinema, performances, masterclasses, residências artísticas, etc
  • Estadias Erasmus em escolas e universidades europeias
  • Participação em workshops, master classes e outras acções de formação avançada promovidas pela Escola, em condições vantajosas
  • Os estudantes da Escola das Artes beneficiam da existência, na Escola das Artes, do Centro de Conservação e Restauro que realiza projetos de referência, e do acesso a toda a informação divulgada a seu propósito. Aí podem estagiar alunos e muitos ex-alunos colaboram regularmente nas suas atividades.

Formação reconhecida pela European Network for Conservation-Restoration Education (ENCoRE) e pela Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal (ARP)

Como e porquê prosseguir estudos?

A Licenciatura garante o desenvolvimento das competências necessárias para ingresso no mercado de trabalho, permitindo trabalhar sob a supervisão de um conservador-restaurador que tenha grau académico igual ou superior a mestrado

Para aceder a oportunidades mais avançadas, aconselhamos o complemento e aprofudamento da formação, através do Mestrado em Conservação e Restauro de Bens Culturais que confere uma especialização que permite o ingresso na vida profissional, de forma autónoma e individual.


COMO ACEDER?

  • Realizar pré-requisito de aptidão vocacional
  • Ser titular de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente
  • Ter realizado pelo menos uma das provas de ingresso indicadas, nas áreas de:
  • Geografia | Geometria Descritiva | História da Cultura e das Artes | Inglês | Matemática | Português

 

O que faz um profissional de som e imagem?

O curso prepara os alunos para o desenvolvimento da sua carreira nas áreas da criação artistica em: 

  • cinema - ficção, documentário, experimental
  • animação – cinema de animação, modelação e texturas 3D
  • artes digitais – instalações interactivas, arte para videojogos
  • audio – Captura, edição e mistura de som para diferentes fins (Televisão, Cinema, Concerto, Estúdio)

Alguns alumni preferem desenvolver a sua própria empresa no ramo do audiovisual. Outros preferem integrar-se em empresas de comunicação e publicidade (televisão, rádio, produtoras de cinema), estudios de gravação (produção em estudio), empresas de espectáculos e entertenimento (registo video, som ao vivo, produtoras de eventos). 

Som e Imagem ou Cinema?

  • O curso de Som e Imagem está organizado a partir de um tronco comum, com disciplinas obrigatórias de Aúdio, Vídeo e Multimédia, que todos os estudantes percorrem desde o primeiro ano.
  • Isto permite aos alunos contactarem com estas diferentes realidades, explorando diferentes ferramentas e descobrindo interesses.
  • A partir do segundo ano, a escolha de um variado conjunto de disciplinas opcionais permitem a especialização nas áreas para as quais cada aluno se sente mais vocacionado.
  • A formação culmina num Projeto Artístico, no ano final, que pode ser em CinemaSom e MúsicaNew Media Art ou Animação
  • A Licenciatura em Cinema centra-se, desde o primeiro ano, no desenvolvimento de projetos, permitindo a aquisição das diferentes competências artísticas e técnicas do cinema: documentário, ficção, ensaios audiovisuais, entre outros.

 

O curso é prático?

Sim, o curso tem uma forte componente prática, em articulação fundamentada com a teoria.

 

Porquê estudar Som e Imagem na Escola das Artes:

  • Curso de banda larga que permite saídas profissionais nas diversas áreas do audiovisual.
  • Desenvolvimento de competências teóricas, pensamento crítico e de exploração tecnológica e prática.
  • Permite escolha de disciplinas opcionais específicas num vasto leque de temáticas, para aprofundamento do conhecimento nas áreas para as quais cada aluno se sente mais vocacionado.
  • Desenvolvimento de Projeto Artístico, numa das seguintes áreas: Áudio, Animação, New Media Art ou Vídeo.

 

O curso funciona em instalações planeadas de raiz com acesso aos alunos 24h/dia.

• Estúdios individuais de edição vídeo

• Estúdios de Captura e Mistura Som Stereo e Surround 

• Laboratório de Motion Capture 

• Laboratório de Fabricação Digital (impressoras 3D, CNC, electrónica)

• Estúdio de Cinema/TV com Chroma-Keying, entre muitos outros

• Grande auditório de Cinema (400px) equipado com Som Surround e Sistema de Projeção Digital 2K

 

Preciso de fazer algum investimento pessoal em equipamento?

Não. A Escola das Artes disponibiliza todo o equipamento necessário para os alunos desenvolverem os seus projetos, através de  um sistema de requisição online que permite aos alunos a consulta, em tempo real, da lista de equipamento disponível, do estado das suas requisições e reservas.

O equipamento disponibilizado para as produções dos alunos é atualizado todos os anos. Das aquisições mais recentes destacam-se as câmaras Black Magic Pocket 6K com os respetivos kits de lentes, o Ronin 2 Professional Combo, a câmera Insta360 2 HDR 360 Degree 8K ou os Óculos de Realidade Virtual HTC Vive Pro.

 

Como consigo realizar todos os projetos?

  • Para além do equipamento e software, a Escola das Artes disponibiliza todos os espaços, laboratórios e estudios, para a realização de trabalhos curriculares e portfolio.
  • As instalações da Escola das Artes, mediante marcação,  estão acessíveis 24h/dia, quase 365 dias/ano!

 

Outros motivos:

  • Além do corpo docente altamente qualificado, no desenvolvimento dos seus projetos artísticos os alunos contam com o mentoring de um painel de convidados externos composto por artistas, cineastas e profissionais da indústria audiovisual.
  • A Escola das Artes promove os trabalhos dos estudantes em festivais internacionais e nos media nacionais. Em 2019 a Escola das Artes foi distinguida nos festivais Doclisboa e Caminhos do Cinema Português, além de ter estado presente no FIDMarseille, um dos mais prestigiados festivais de cinema dedicados ao documentário, e na Competição Take One do Curtas de Vila do Conde. 
  • A EA tem um programa cultural intenso de exposições, sessões de cinema, performances, conversas e aulas abertas. Promove ainda um programa anual para artistas residentes nacionais e internacionais, financiado por instituições de relevo (p.e. Fundação Calouste Gulbenkian ou InResidencePorto da Câmara Municipal do Porto). Estas residências baseiam-se num compromisso profundo de artistas com a comunidade, permitindo aos estudantes da EA o envolvimento nesses projetos e assim enriquecerem ainda mais o seu portfólio. 

 

E quando acabar o curso?

Os alunos e os alumni têm acesso a espaços e equipamentos em atividades extracurriculares, em condições especiais, mediante a apresentação de um projeto e a solicitação de apoio à Escola.

O serviço de Estudantes e Empregabilidade organiza atividades de contacto com empresas e inserção no mercado de trabalho.

 

Como e porquê prosseguir estudos?

A Licenciatura garante o desenvolvimento das competências necessárias para ingresso no mercado de trabalho, no entanto para aceder a oportunidades mais avançadas, aconselhamos o aluno a complementar e aprofundar a sua formação, através do Mestrado em Som e ImagemMestrado em CInema ou Mestrado em Fotografia.