Licenciatura em Cinema

PrintPrint
Plano de Estudos: 

1.º ano / 1.º semestre

Unidades Curriculares

ECTS

Horas

Laboratório de Projeto I

Módulo I: Pesquisa

Módulo II: Direção de Fotografia

Módulo III: Direção de Arte

Módulo IV: Realização

14

98
20
30
18
30

Introdução ao Cinema

4

42

História do Cinema I

4

42

Arte I

4

42

Fotografia (opcional)

4

42

Investigação para Cinema (opcional)

Subtotal

30

266

 

 

1.º ano / 2.º semestre

 

Unidades Curriculares

ECTS

Horas

Laboratório de Projeto II

Módulo I: Narrativa e Montagem

Módulo II: Montagem e Pós-Produção de Imagem

Módulo III: Desenho de Som e Pós-Produção de Som

14

98
30
38
30
Teoria de Realização para Cinema  4 42

História do Cinema II

4

42

Arte II

4

42

Publicidade (opcional)

4

42

Autores I (opcional)

Subtotal

30

266

 

 

2.º ano / 1.º semestre

 

Unidades Curriculares

ECTS

Horas

Laboratório de Projeto III

Módulo I: Pesquisa e Pré-produção para Documentário

Módulo II: Captação de Imagem e Som para Documentário

Módulo III: Realização e Montagem para Documentário

14

98
30
30
38

Teoria de Argumento

4

42

História do Cinema III

4

42

Pensamento Contemporâneo I

4

42

Banda Sonora (opcional)

4

42

Autores II (opcional)

Subtotal

30

266

 

 

2.º ano / 2.º semestre

 

Unidades Curriculares

ECTS

Horas

Laboratório de Projeto IV

Módulo I: Pesquisa para Projeto Experimental

Módulo II: Realização e Montagem Projeto Experimental

14

98
40
58

Teoria e Prática de Pós-Produção para Cinema

4

42

História do Cinema IV

4

42

Pensamento Contemporâneo II

4

42

Modelação e Animação Digital (opcional)

4

42

Crítica de Cinema (opcional)

Subtotal

30

266

 

 

3.º ano / 1.º semestre

 

Unidades Curriculares

ECTS

Horas

Projeto Final

Módulo I: Escrita de Argumento

Módulo II: Casting e Pré-Produção

Módulo III: Direção de Atores

Módulo IV: Realização

22

182
40
40
40
62

História do Cinema V

4

42

Estética

4

42

Subtotal

30

266

 

 

3.º ano / 2.º semestre

 

Unidades Curriculares

ECTS

Horas

Projeto Final

Módulo I: Realização

Módulo II: Pós-Produção

Módulo III: Marketing & Distribuição

22

182
94
76
12

História do Cinema VI

4

42

Cultura Digital

4

42

Subtotal

30

266

 

 

 

 

1.º ano, 1.º semestre

 

Introdução ao Cinema

Nesta unidade curricular, desenvolver-se-ão conhecimentos elementares sobre a prática e a linguagem cinematográficas. Os alunos aprenderão como se organiza uma produção cinematográfica, qual a relação entre os vários cargos e qual a articulação entre as responsabilidades dos mesmos. Ao mesmo tempo, os estudantes desenvolverão uma compreensão abrangente sobre os principais dispositivos narrativos e discursivos inerentes a um relato fílmico, estabelecendo pontes entre as particularidades e as relações narrativas que originam determinados significados e sentidos fílmicos.

 

Laboratório de Projeto I

Nesta unidade curricular, o aluno será introduzido à “gramática” do cinema. O objetivo é o de desenvolver conhecimentos práticos, técnicos e artísticos nas áreas de direção de fotografia, direção de arte, realização e direção de atores. O projeto a realizar implica recriar uma cena de um filme de ficção de reconhecido valor cinematográfico. Desta forma, o estudante vai compreender as opções artísticas implementadas pelo realizador, diretor de fotografia e diretor de arte para a criação da cena, desenvolvendo competências técnicas nessas mesmas áreas para reproduzir a mesma.

 

História do Cinema I

Ainda que surgido numa lógica de experimentação e curiosidade antropológica e científica, o Cinema desenvolveu-se enquanto Arte sobre a ótica da expressão narrativa. Aliando história e discurso, a linguagem cinematográfica estabeleceu-se através do chamado “cinema de atrações” e da construção de um paradigma de comunicação narrativa que, desde 1910, ainda hoje pode considerar-se presente e dominante. Esta unidade curricular procurará introduzir o aluno à linguagem cinematográfica, olhando para os primórdios do cinema e para algumas das expressões, movimentos, obras e autores mais marcantes na procura e no estabelecimento de modelos de referência da narração fílmica.

 

Arte I

Esta unidade curricular visa proporcionar aos alunos um conhecimento amplo, profundo e crítico sobre a evolução da criação artística, desde os primórdios da expressão humana até aos caminhos trilhados para a entrada na contemporaneidade da Arte no século XX. A compreensão e análise de algumas das principais obras, figuras e correntes – cubismo, expressionismo, futurismo, construtivismo, surrealismo e expressionismo abstrato – permitirá a construção de um entendimento plural, transversal e referencial da História da Arte, identificando em diferentes propostas artísticas as suas particularidades inovadoras e, ao mesmo tempo, problemáticas e diálogos suscitados.

 

Opcional I: Fotografia

­No contexto da comunicação artística a partir de referentes da realidade, a fotografia assume-se como campo fundamental para a criação contemporânea. A conquista de um território próprio no campo das artes fez-se pelo desenvolvimento de metodologias discursivas idiossincráticas, que problematizam e questionam ontologias do visível e do não-visível. Nesta unidade curricular, abordar-se-ão conceitos e práticas relacionados com métodos e formatos ligados à reflexão e expressão fotográficas, procurando desenvolver no aluno a aquisição de competências conceptuais e técnicas no campo da fotografia analógica e digital.

 

Opcional I: Investigação para Cinema

Esta unidade curricular visa proporcionar aos alunos perspetivas e ferramentas de reflexão e expressão científicas na área do Cinema. A partir da compreensão do caráter científico de um trabalho e dos procedimentos inerentes a um trabalho de investigação, procurar-se-á iniciar os estudantes na utilização de instrumentos, técnicas e metodologias úteis para o desenvolvimento eficaz de uma pesquisa sobre determinado problema ou tema. Tomando o cinema como epicentro de interesse e campo de reflexão, fomentar-se-á assim o domínio de capacidades no âmbito da investigação e da comunicação científica.

 

 

1.º ano, 2.º semestre

 

Teoria da Realização

Teoria da Realização abordará um conjunto alargado de noções teóricas e históricas sobre como realizar um filme, quer desde um ponto de vista específico (análise de realizadores importantes na História do Cinema), quer desde um prisma processual (metodologias e estratégias de trabalho que um realizador de cinema pode aplicar no exercício da sua função). Assim, esta unidade curricular dará a conhecer diferentes relações e articulações entre a realização cinematográfica e outros cargos e departamentos fílmicos, explorando diferentes estilos, técnicas e abordagens na tarefa de realizar um filme e estimulando nos alunos uma perspetiva e uma identidade próprias enquanto realizadores de cinema.

 

Laboratório de Projeto II

Nesta unidade curricular, e a partir da produção de um trabalho prático original, o aluno será introduzido a técnicas na área do desenho de som e pós-produção de imagem. O projeto a produzir - ensaio audiovisual – testará a capacidade do aluno para produzir uma obra de curta duração que consiga refletir sobre uma temática concreta, explorada em conjunto com os professores orientadores da disciplina. O ensaio audiovisual proporcionará o desenvolvimento de conhecimentos técnicos e artísticos e a compreensão do diálogo entre imagem e som na criação de uma obra original.

 

História do Cinema II

Esta unidade curricular irá continuar um percurso de apresentação, reflexão e debate em torno de momentos e figuras marcantes da História do Cinema. Caminhando a par de um segundo projeto curricular dedicado ao Ensaio Audiovisual, História do Cinema II focar-se-á sobre aspetos historiográficos da sétima arte intimamente ligados à montagem e à tradução de determinados modos de pensar. Nesse sentido, destacar-se-ão movimentos como a Escola Soviética e outras vanguardas históricas, as novas vagas europeias e sul-americanas, ou ainda a Geração de 70 norte-americana.

 

Arte II

O conhecimento e a reflexão crítica sobre a grande variedade de prismas, movimentos, figuras e obras que marcaram a contemporaneidade artística do século passado é fundamental para novos autores enquadrarem e questionarem as suas próprias metodologias e modelos de criação. Nesse sentido, esta unidade curricular proporcionará o contacto, o estudo e a análise crítica das particularidades conceptuais da arte contemporânea, entendendo-a a partir das mudanças operadas nos anos 1960 e da multiplicação de movimentos artísticos.

 

Opcional II: Publicidade

No contexto da comunicação audiovisual, a Publicidade instaura um trabalho criativo com interessantes particularidades. Sendo uma área que acarinhou o aparecimento de diversos realizadores de cinema, a Publicidade envolve um conjunto de estratégias de criação, narração e expressão que, ao mesmo tempo, relacionam-se e contrastam com a expressão fílmica. Esta unidade curricular visa introduzir os alunos a conceitos fundamentais da publicidade e a estratégias criativas que permitam desenvolver um projeto publicitário desde a compreensão do problema e briefing, até ao delineamento e execução de uma proposta de comunicação, recorrendo a estratégias de criatividade e persuasão.

 

Opcional II: Autores I

A noção de “autor” é uma das mais relevantes no contexto do cinema independente e internacional. As perspectivas únicas (conceptuais, estéticas, etc.) de realizadores alimentam uma constante problematização da ontologia e das funções do cinema. Por outro lado, também filósofos e críticos de cinema veiculam um contributo fundamental para os diálogos, reflexões, análises e transmutações que a sétima arte (e cada autor) oferece no contexto da nossa realidade. Nesta unidade curricular explorar-se-ão diferentes autores ligados à expressão fílmica, através de uma abordagem assente no visionamento de filmes e na análise crítica dos múltiplos significados encontrados em determinada identidade autoral.

 

2.º ano, 1.º semestre

 

Teoria do Argumento

A unidade curricular de Teoria do Argumento explorará diferentes conhecimentos, técnicas e competências inerentes à escrita de argumento para cinema (ficção e documentário). Este conhecimento alicerçar-se-á numa exploração teórica das tradições narrativas e dramatúrgicas que inspiraram a escrita para cinema e a construção de narrativas cinematográficas profundamente relacionadas com diferentes contextos históricos, culturais e sociais. Por outro lado, permitirá aos alunos entender como trabalhar um argumento através de diferentes modelos de narração e diferentes configurações narrativas, preparando-os para desenvolver com autonomia projetos de escrita de argumento desde a ideia inicial até ao argumento final. 

 

Laboratório de Projeto III

Nesta unidade curricular, o aluno produzirá um documentário. Por um lado, implica desenvolver conhecimentos técnicos e artísticos na área de captação de imagem e som direto em ambientes não controláveis; nesse sentido, é um projeto que visa desenvolver competências numa prática diferente da ficção, ou em diálogo com esta. Por outro lado, também tenciona desenvolver conhecimentos teórico-práticos na construção da narrativa documental, suportada por um forte caráter de pesquisa e exploração de possíveis argumentações narrativas.

 

História do Cinema III

Centrando-se no género desenvolvido no contexto do projeto semestral, História do Cinema III focar-se-á em correntes e autores paradigmáticos no desenvolvimento da linguagem do documentário fílmico. A análise de autores e obras passará pelos primeiros modelos de narração documental (Flaherty, Grierson, Vertov), pelo cinema de propaganda durante os regimes fascistas e o período da II Guerra Mundial, mas procurará igualmente relacionar a definição do género no contexto da abertura proporcionada pelo cinema moderno, pelo neorrealismo italiano, pelo cinema direto, pelo cinéma-vérité ou pelo filme-ensaio.

 

Pensamento Contemporâneo I

A compreensão da complexa realidade contemporânea faz-se à luz de múltiplas perspectivas, e a expressão artística dessa mesma realidade acontece através da reflexão como base de criação. Esta unidade curricular pretende fomentar hábitos e recursos de pensamento e de análise da realidade enquanto ferramentas para o processo criativo, propiciando uma ponte entre a capacidade filosófica e argumentativa, e a sua transmutação em modelos originais de entendimento, criação e expressão. Para isso, serão abordadas questões relacionadas com uma introdução à dimensão cultural dos sistemas contemporâneos, abordando questões de ideologia, discurso e linguagem, e estabelecendo conceitos básicos como a modernidade, a modernidade tardia ou a pós-modernidade.

 

Opcional III: Banda Sonora

A música é um elemento incontornável nos processos de narração fílmica. Ainda que a componente sonora de um filme se construa de forma quase paralela, o seu processo criativo constitui uma estratégia fundamental para a comunicação e amplificação de elementos narrativos. Esta unidade curricular tem como objetivo dotar os alunos de conceitos, ferramentas e mecanismos que lhes permita pensar, delinear e executar partituras sonoras cinematográficas, pensadas no espectro que vai do guião inicial até à pós-produção e mistura final.

 

Opcional III: Autores II

A noção de “autor” é uma das mais relevantes no contexto do cinema independente e internacional. As perspectivas únicas (conceptuais, estéticas, etc.) de realizadores alimentam uma constante problematização da ontologia e das funções do cinema. Por outro lado, também filósofos e críticos de cinema veiculam um contributo fundamental para os diálogos, reflexões, análises e transmutações que a sétima arte (e cada autor) oferece no contexto da nossa realidade. Nesta unidade curricular, complementar à de Autores I, explorar-se-ão diferentes autores ligados à expressão fílmica, através de uma abordagem assente no visionamento de filmes e na análise crítica dos múltiplos significados encontrados em determinada identidade autoral.

 

 

2.º ano, 2.º semestre

 

Teoria e Prática da Pós-Produção para Cinema

A unidade curricular de Teoria e Prática da Pós-Produção para Cinema trabalhará com os alunos conhecimentos sobre a definição de pós-produção cinematográfica, explorada em âmbitos que vão da edição à manipulação visual e criativa de imagens e sons. Partindo da História e de uma visão crítica sobre a evolução da montagem e da pós-produção cinematográfica, os alunos desenvolverão uma consciência apurada sobre diferentes mecanismos de edição e manipulação visual e sonora, bem como processos como efeitos visuais, correção de cor e desenho/misturas de som.

 

Laboratório de Projeto IV

Esta unidade curricular pretende abordar técnicas de produção cinematográfica experimental, que desafiam as práticas fílmicas convencionais e que exploram formatos alternativos de produção de significado e experiência através da combinação de imagens e sons. O objetivo principal radica em explorar as possibilidades criativas e artísticas do cinema para comunicar e produzir narrativas audiovisuais, assentes num forte caráter de experimentação e produção de significados de elevada índole metafórica, conceptual e retórica.

 

História do Cinema IV

Esta unidade curricular tem como objetivo proporcionar aos alunos o contacto, o conhecimento e a reflexão em torno de competências específicas do filme-experimental. Debruçando-se sobre períodos, obras e autores importantes para o estabelecimento de uma tipologia particular de comunicação cinematográfica, abordar-se-á a importância da dimensão de pesquisa (procura pelos arquivos e trabalho com found footage) e de manipulação do suporte fílmico. Por outro lado, a construção de narrativas não-lineares e experimentais (associadas à montagem por associação) surgirão a par da análise conceptual e artística de vanguardas dos anos 60 (nos EUA e na Europa), atravessando algumas das práticas de introdução do vídeo nos anos 80. A sustentação destes conceitos históricos deverá ser feita em associação com conceitos críticos do cinema experimental, como o serialismo ou estruturalismo e a exploração da vida quotidiana e utilização de formatos “amadores” (Super 8; 16mm; etc.).

 

Pensamento Contemporâneo II

A partir do aprofundamento teórico e reflexivo realizado no 1º semestre em Pensamento Contemporâneo I, esta unidade curricular procurará dar continuidade à introdução de competências, conhecimentos e debates sobre conceitos e temas fortes da contemporaneidade. A par da exploração de conceitos críticos como o serialismo ou o estruturalismo, ou de campos como a vida quotidiana e o tempo como essência do cinema, serão também abordados conceitos pós-disciplinares relacionados com a globalização, a biodiversidade, os pós-colonialismos ou as teorias de género.

 

Opcional IV: Modelação e Animação Digital

Com o advento e desenvolvimento das múltiplas oportunidades digitais de pós-produção, um número crescente de produções cinematográficas recorre a efeitos visuais como modo trabalhar artifícios e estratégias estéticas no contexto de imagens reais. Esta unidade curricular permitirá uma abordagem teórico-prática de diferentes metodologias e ferramentas relacionadas com a criação, dinamização e integração de formas e ambientes tridimensionais. Os alunos trabalharão com diferentes ferramentas e potencialidades de composição e animação digitais, integradas ou não em imagens em movimento.

 

Opcional IV: Crítica de Cinema

A crítica de cinema instaurou-se, no discurso histórico, como uma das análises fundamentais das diferentes dimensões do cinema. Nesta unidade curricular, pretende-se explorar uma história da crítica de cinema, a partir dos primeiros textos da história do cinema e atravessando diferentes modelos críticos (o modelo francês; o modelo anglo-saxónico; o modelo português).

 

 

3.º ano, 1.º semestre

 

Projeto Final: curta-metragem de ficção

Esta unidade curricular tem como objetivo proporcionar ao aluno os conhecimentos necessários para a criação de uma obra audiovisual de elevado valor artístico e cultural. Centra-se no desenvolvimento de um trabalho livre de autor, que será desenvolvido desde a ideia original (o guião cinematográfico), até ao produto final (a curta-metragem). A ênfase principal radica em desenvolver projetos artísticos originais, que confrontem os cânones tradicionais, que apresentem visões e práticas surpreendentes, e que estimulem formas distintas de ver o mundo.

 

História do Cinema V

A par do desenvolvimento dos projetos finais dos alunos no campo da ficção, História do Cinema V visará proporcionar aos estudantes uma consciência contextual (identitária, cultural, social, política e histórica) no que se refere à biografia do Cinema Português. A aquisição de ferramentas críticas e de um conhecimento da tradição do cinema moderno e de um “cinema nacional” far-se-á a partir da análise do novo cinema português nos anos 60, e da sua evolução ao longo das décadas seguintes para diferentes formas de expressão e de produção.

 

Estética

Esta unidade curricular proporcionará um entendimento e uma reflexão crítica, filosófica e histórica sobre a Estética enquanto área do saber e da sensibilidade artísticas. Toda a criação artística trabalha a materialização de uma expressão através de códigos ligados ao domínio dos sentidos e da sensibilidade. A criação e a fruição, sejam elas visuais ou sonoras, problematizam a relação dos materiais face às matérias expressadas ou recebidas. O campo da estética, enquanto natureza, fundamento e juízo sobre o que consideramos belo, torna-se assim componente essencial na (re)formatação de determinada proposta artística.

 

 

3.º ano, 2.º semestre

 

Projeto Final

Dando continuidade ao trabalho iniciado no primeiro semestre, esta unidade curricular tem como objetivo proporcionar ao aluno os conhecimentos necessários para a concretização de uma obra audiovisual de elevado valor artístico e cultural. Centra-se no desenvolvimento de um trabalho livre de autor, desenvolvido desde a ideia original (o guião cinematográfico) até ao produto final (a curta-metragem). A ênfase principal radica em desenvolver projetos artísticos originais, que confrontem os cânones tradicionais, que apresentem visões e práticas surpreendentes, e que estimulem formas distintas de ver o mundo.

 

História do Cinema VI

Nesta unidade curricular serão desenvolvidas competências críticas do cinema no limiar do século XX. Por um lado, centrar-se-á nas alterações potenciadas pela introdução do vídeo e do digital, abordando movimentos paradigmáticos como o Dogma 95. Por outro lado, destacar-se-ão igualmente autores e obras marcantes do ponto de vista da fragmentação narrativa e da exploração de narrativas complexas. Finalmente, explorar-se-ão alguns cinemas do mundo - com especial destaque para o cinema asiático e o novo cinema independente americano -, como exemplos de novos discursos e estéticas da expressão fílmica contemporânea.

 

Cultura Digital

Todos os modos de expressão e comunicação contemporâneas foram, inevitavelmente, afetados pelas crescentes oportunidades e ferramentas digitais. Cada vez mais, o debate, a crítica e a pesquisa sobre o impacto do fenómeno digital em diversos aspetos da cultura presente constitui uma via fundamental do pensamento e do conhecimento coevos. A compreensão do estatuto da imagem, dos modos de mediação, das origens e ramificações das artes digitais ou da subjetividade digital são elementos que esta unidade curricular procurará abordar e explorar.