Masterclass com Ira Sachs

06.12.2019 18:00
Auditório Ilídio Pinho | Edifício das Artes / Arts Building

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

06.12.2019 18:00 Masterclass com Ira Sachs Link: http://artes.porto.ucp.pt/pt/central-eventos/masterclass-com-ira-sachs

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto | Auditório Ilídio Pinho

(Foto de Jeong Park)

6 DEZ · 18h · Auditório Ilídio Pinho

Masterclass com Ira Sachs

ENTRADA LIVRE

No contexto da estreia nacional de Frankie, filme rodado em Portugal e que esteve presente no último Festival de Cannes, a Escola das Artes recebe Ira Sachs, um dos mais marcantes realizadores americanos da atualidade. O cineasta irá orientar uma masterclass, na qual se discutirão os seus processos de criação para cinema - tanto na escrita, como na realização -, assim como comentar algumas das suas obras, como Little Men ou Keep the Lights On, exibindo alguns excertos.

A presença de Ira Sachs na EA é feita em parceria com O Som e a Fúria, produtora de Frankie, e Midas Filmes, distribuidora deste título em Portugal.

A 4 de Dezembro, e em articulação com esta masterclass, o Cineclube EA exibirá o filme Little Men.

Esta masterclass insere-se também no esforço da EA em possibilitar aos estudantes uma multiplicidade de contactos com figuras relevantes nas suas áreas de interesse, visando que o seu trabalho se inscreva no universo cultural e criativo contemporâneo e não unicamente no meio académico. 

Conhece aqui mais artistas visitantes ao longo deste ano.

– –

Ira Sachs (Memphis, 1965), tem-se destacado como hábil construtor de melodramas, onde a intimidade e a autenticidade servem de veículo para uma visão mais ampla sobre algumas grandes questões do nosso tempo como o casamento homossexual, as drogas, ou os fenómenos de gentrificação. De entre a sua filmografia destacam-se longas-metragens como Little Men, Love is Strange, Keep the Lights On ou Forty Shades of Blue, este último premiado com o Grande Prémio do Júri do Festival de Sundance em 2005. A sua curta-metragem Last Address, onde homenageia um conjunto de artistas novaiorquinos vítimas da SIDA, está presente nas coleções do Whitney Museum e do MoMA. É também fundador e diretor executivo da Queer/Art, uma organização sem fins lucrativos que apoia artistas LGBT nos diversos campos artísticos.