Arte & Ecologia | Aula Inaugural · Cinema & Ecologia

13.02.2019 18:00
Auditório Ilídio Pinho | Campus Foz

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

13.02.2019 18:00 Arte & Ecologia | Aula Inaugural · Cinema & Ecologia Link: http://artes.porto.ucp.pt/pt/central-eventos/arte-ecologia-aula-inaugural-cinema-ecologia

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto | Campus Foz | Auditório Ilídio Pinho
Arte & Ecologia
Aulas Abertas
Auditório Ilídio Pinho · 18H
 
Há Terra! (2016)
 
13 FEV | Aula Inaugural · Cinema & Ecologia 
Ana Vaz (artista) 
+
Nuno Crespo (crítico)
 
O programa “Arte & Ecologia” - Aulas Abertas 2019 abre com uma conversa entre a artista e cineasta Ana Vaz e o crítico e diretor da Escola das Artes Nuno Crespo, sob o tema “Cinema e Ecologia”.
Ana Vaz irá apresentar os filmes A Idade da Pedra (2013), Há Terra! (2016) e Occidente (2014) a partir dos quais se debaterá a importância que temas como a ecologia e a história do colonialismo têm na sua obra. 
A conversa indagará a possibilidade de uma prática artística que reflete sobre a forma como a civilização ocidental e a espécie humana se integram numa série ecos(sistemas) políticos, históricos e naturais.
 
 
ANA VAZ
(Brasília, 1986)
Ana Vaz é uma artista e cineasta cujos filmes, instalações e performances constroem relações entre ambientes, territórios e histórias híbridas, ampliando as fronteiras de nossa percepção. A partir da colagem de materiais encontrados ou filmados, os seus filmes combinam etnografia e especulação em explorar as fricções e ficções impressas em ambos os ambientes cultivados e selvagens e os seus múltiplos habitantes.
Os seus filmes foram exibidos internacionalmente em festivais de cinema e instituições como a Tate Modern, o Palais de Tokyo, o New York Film Festival, o TIFF Wavelengths, o Rotterdam Film Festival, o BFI, o CPH:DOX, o Cinéma du Réel, o TABAKALERA, o Courtisane, o Videobrasi, entre outros. Focos específicos no seu trabalho foram desenvolvidos em seminários e instituições como o Flaherty Seminar (EUA), Doc's Kingdom (Portugal), Lux Salon (Reino Unido), Short Circuit Film Festival (Espanha) e Massart Film Society (EUA). O seu trabalho também foi apresentado em exposições individuais e coletivas, como a Moscow Biennial of Young Art (Rússia), Dhaka Art Summit (Bangladesh), Khiasma (França), Rosa Brux (Bélgica) and Temporary Gallery (Alemanha).
Ana Vaz é também membro fundadora do coletivo COYOTE, juntamente com Tristan Bera, Nuno da Luz, Elida Hoëg e Clémence Seurat, um grupo interdisciplinar que trabalha nos campos da ecologia, etnologia e ciência política através de uma série de plataformas transversais.
 
NUNO CRESPO
Nuno Crespo é licenciado e doutorado em filosofia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, investigador do CITAR onde coordena um grupo de investigação sobre arte, critica e política. Director da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa onde ensina estética e teoria da arte. É crítico de arte e membro do conselho editorial do Ípsilon (Jornal Público) e a sua atividade de investigação tem sido dedicada, principalmente, ao cruzamento entre arte, arquitetura e filosofia e às questões da crítica de arte e a autores como Kant, Wittgenstein, Walter Benjamin, Peter Zumthor e Adolf Loos. 
 
Todo o programa "Arte & Ecologia" > AQUI