Arte & Ciência | Ricardo Jacinto e Diogo Alvim · Fragmentação e Dispersão (EVENTO ADIADO)

A Universidade Católica Portuguesa no Porto informa que decidiu cancelar todos os eventos públicos ou eventos de massas, até indicação em contrário.
19.03.2020 21:00
Auditório Ilídio Pinho | Edifício das Artes / Arts Building

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

19.03.2020 21:00 Arte & Ciência | Ricardo Jacinto e Diogo Alvim · Fragmentação e Dispersão (EVENTO ADIADO) Link: http://artes.porto.ucp.pt/pt/central-eventos/arte-ciencia-ricardo-jacinto-e-diogo-alvim-fragmentacao-e-dispersao-evento-adiado

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto | Auditório Ilídio Pinho
 
EVENTO ADIADO, NOVA DATA A ANUNCIAR EM BREVE.
 
Arte & Ciência | Ricardo Jacinto e Diogo Alvim · Fragmentação e Dispersão (Concerto)
Auditório Ilídio Pinho
19 MAR · 21H00
ENTRADA LIVRE
 
 
Ricardo Jacinto e Diogo Alvim apresentam em concerto a música desenvolvida no contexto do projecto Da Nova Arte de Fazer Ruínas, uma performance com coreografia de Beatriz Cantinho. Da Nova Arte de Fazer Ruínas parte de uma ideia de composição coreográfica e musical associada a uma ideia de arruinamento. Os gestos musicais e coreográficos, comportando diferentes níveis de evocação social e política, compõem um "edifício" em constante transformação. A composição musical para electrónica e violoncelo, servindo-se de um dispositivo de difusão multi-canal, opera a manipulação de sons de referências várias, desconstruindo e reconstruindo continuamente múltiplas possibilidades semânticas sobre o material coreográfico. O espectáculo emerge num dispositivo cénico especialmente desenhado para este projeto, onde uma arena é superfície para um grande mas frágil desenho que estrutura a interacção entre corpos, som e espaço, inscrevendo a memória dos movimentos e potenciando uma leitura territorial dinâmica do espaço apresentado.   
 
 
 
 
---
 
 
RICARDO JACINTO
Ricardo Jacinto (Lisboa, 1975) é violoncelista e compositor com atividade regular nos campos da música improvisada e experimental, a par da sua atividade como artista visual-sonoro.  O seu trabalho musical é focado na exploração do potencial eletroacústico do instrumento e da sua relação com o espaço. Além do seu trabalho a solo, para violoncelo e electrónica (Medusa), colabora regularmente com outros músicos e artistas. Doutorado em música e artes sonoras pelo Sonic Arts Research Center (Queen's University Belfast), é atualmente diretor artístico (com Nuno Torres) da OSSO Associação Cultural.
 
 
DIOGO ALVIM
Diogo Alvim compõe música instrumental e electroacústica e desenvolve projectos de artes sonoras. Também cria música para dança, teatro. Fez um doutoramento em composição e artes sonoras no Sonic Arts Research Center da Queen’s University Belfast. A sua investigação explorou diferentes relações entre música e arquitectura. Tem desenvolvido colaborações com outros artistas e performers.