Jonathan Uliel Saldanha - Artista Residente na Escola das Artes 2018/19

Vista da exposição Afasia Tática na Culturgest Porto 

Depois de Nuno da Luz, Jonathan Uliel Saldanha será o próximo Artista Residente da Escola das Artes. Entre janeiro e abril de 2019, o artista irá desenvolver uma peça coral que também será apresentada na bienal BoCA em abril. Este concerto/performance será uma colaboração com o coro de cegos da Gulbenkian sobre a paixão de Cristo. Uma obra de arte total que incluirá apresentações no auditório Ilídio Pinho e uma memória do espetáculo na Sala de Exposições que abrirá em meados de abril. Durante a residência terão lugar uma série de conversas em torno do processo de desenvolvimento do espetáculo.
 
Jonathan Uliel Saldanha é um construtor sónico e cénico que trabalha na intereceção do som, do gesto, do palco e do filme. É fundador do coletivo SOOPA, co-fundador da editora SILORUMOR, uma das partes do duo FUJAKO e diretor dos HHY & The Macumbas. Em novembro estreou a peça SØMA na Culturgest Lisboa, e em 2017 as instalações de vídeo e som AFASIA TÁTICA, na Culturgest Porto, e ANOXIA, na Bienal Ano Zero em Coimbra.
 
Co-criador das peças de palco BOCA MURALHA, SHARK, REI TRILOGY e encenador das peças JUNGLE MACHINE, KHORUS ANIMA, O POÇO e OXIDATION MACHINE apresentadas em espaços como o Museu de Serralves, o Accès(s) Festival, o Teatro Municipal Rivoli e o Palais de Tokyo, Paris.